CONECTA OESTE - EXPO RONDON
Mercado Independência
Campanha Dia dos Pais - Acimacar
Sonoriza Som
Mato Grosso do Sul

Mostra Boca de Cena apresenta espetáculos de teatro e circo gratuitamente na Capital

Acontece nesta sexta (24) e sábado (25) o? Boca de Cena - Mostra Sul-Mato-Grossense de Teatro e Circo, na Praça Ary Coelho em Campo Grande. Será um...

24/06/2022 06h20
Por: Marcos Umeres
Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
15
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Acontece nesta sexta (24) e sábado (25) o Boca de Cena - Mostra Sul-Mato-Grossense de Teatro e Circo, na Praça Ary Coelho em Campo Grande. Será uma virada artística que terá início às 18h da sexta (24.jun) e encerrará às 22h30 do sábado (25.jun), com 21 apresentações gratuitas. A mostra é organizada pelos colegiados de Teatro e Circo de Mato Grosso do Sul, com apoio financeiro de R$ 240 mil da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS).

O Boca de Cena é um festival que aconteceu pela última vez em 2018. O Festival teve início em 2008 e era organizado pela FMCS em comemoração a duas datas importantes: Dia Internacional do Teatro e Dia Nacional do Circo. Até sua última edição, o Boca de Cena havia contemplado 123 apresentações de artistas sul-mato-grossenses, com um público estimado de 22 mil pessoas.

Palcos e homenageados

Ao todo serão três palcos montados em pontos estratégicos da Praça. Esses palcos recebem os nomes de ativistas de cultura e artistas destaques da arte sul-mato-grossense.

O palco principal ganhou o nome de “Profeta” – que era o apelido de Edson da Silva (falecido em 20 de agosto de 2020), aos 77 anos. Ator, diretor, escritor e poeta, ‘Profeta’ dizia ter nascido em Cassilândia e começou suas inspirações artísticas nos circos e teatro ainda na década de 60.

O 2º palco ganhou o nome de “Jair Damasceno”: ator, diretor, bailarino, coreógrafo, dramaturgo, professor e pesquisador Jair Balieiro Damasceno, falecido em 3 de maio de 2021, aos 73 anos. Reconhecido como um dos principais artistas sul-mato-grossenses, ele nasceu em Tefé, no Amazonas, mas sagrou-se artista de MS. Combatente e ativista pelas causas culturais desde 1966.

E o 3º palco que ganhou o nome de ‘Bia Marques’ – Fabíola Marques Fernandes, falecida aos 49 anos em 9 de maio de 2019. Servidora pública, Bia foi durante sete anos coordenadora do Centro Cultural José Octávio Guizzo e atuou por três décadas em áreas culturais do Estado.

Apenas uma das apresentações será realizada no Teatral Grupo de Risco, devido à necessidade específica de uma das atrizes. As outras 20 apresentações acontecerão todas na Praça. 

Os cachês dos grupos/artistas e estrutura de palco, luz e som são fornecidos pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul. 

SERVIÇO 

 Todas as apresentações acontecem nos dias 24 e 25 de junho na Praça Ary Coelho, situada no Centro de Campo Grande (MS). 

Confira a programação clicandoAQUI

Fotos: Divulgação

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários