Quarta-Feira, 28 de Outubro de 2020 Fale Conosco Redação: (45) 9.9934-0761
Três dicas de feng shui para o quarto que vão ajudá-lo a dormir melhor
Comunidade escolar de Marechal Rondo vota “sim” ou “não” para implantação de colégios cívico-militares
Professora da UFPR/Palotina lança livro “Professores em tempo de pandemia: manual de sobrevivência”
Seis alimentos ricos em ácido fólico. Entenda a sua importância
Paraná lidera ranking nacional com 57 mil empregados pelas Agências do Trabalhador
Câmara aprova denominação de rua em homenagem ao pastor Mario Hort
Marechal Cândido Rondon registra mais um óbito por Covid-19
Condutor perde controle do veículo e derruba poste no interior de Marechal Rondon
Cocaína dentro de paçocas são encontradas na cadeia de Marechal Rondon
Ex-BBB Diego Alemão é denunciado por lesão corporal, ameaça, desacato e embriaguez ao volante pelo MP do Paraná
São Miguel Futsal vence o Toledo por 7 a 5 na LFP
Colégios cívicos-militares: Oeste tem 12 municípios e 22 instituições contempladas; votação acontece hoje e amanhã
Caminhão guincho perde controle e cai em cima de automóvel em São Miguel do Iguaçu
Arquiteto de PG lança livro de comédia autobiográfica
Hemonúcleo pede doações de sangue de pessoas recuperadas da Covid-19, em Foz do Iguaçu
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Moradores de Cidade do Leste, no Paraguai, protestam pela reabertura total da Ponte da Amizade

Foz do Iguaçu | 23/09/2020 | 03:26 |

Manifestantes protestaram em Cidade do Leste, no Paraguai, nesta terça-feira (22), pela reabertura total da Ponte Internacional da Amizade, que está fechada há mais de seis meses por causa da pandemia, e não tem data definida para ser reaberta. O município faz fronteira com o Brasil, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

O protesto ocorreu por mais de três horas no Centro da cidade, de forma pacífica, com faixas e bandeiras do Paraguai.

Equipes das forças de segurança acompanharam a movimentação, principalmente, de motoristas de táxi, de mototáxi e de outros transportes.

Protocolo sanitário

Autoridades do governo paraguaio participaram de uma reunião, na manhã desta terça, com o prefeito de Cidade do Leste, Miguel Prieto Vallejos, e outras lideranças.

Durante o encontro, o governo paraguaio aprovou o protocolo de reabertura da fronteira com o Brasil, a principio, por três semanas. A medida ainda precisa ser apresentada e aceita pelo governo brasileiro.

A proposta discute o controle sanitário e prevê uma reabertura voltada, principalmente, para o turismo de compras na fronteira.

Segundo o Ministério da Saúde do Paraguai, esse protocolo foi aprovado pelo presidente paraguaio, Mario Abdo Benítez, na segunda-feira (21). Ele poderá ser implementado caso exista um acordo entre os presidentes dos dois países.

Lado brasileiro

De acordo com o Itamaraty, até a publicação desta reportagem, não houve nenhum contato oficial do governo paraguaio com o governo brasileiro sobre o protocolo para reabertura da Ponte da Amizade, que está fechada desde 18 de março.

O Itamaraty destaca ainda que os protocolos para a reabertura da Ponte Internacional da Amizade são uma sinalização do governo do Paraguai em resposta ao clamor da população do país vizinho.

O Ministério das Relações Exteriores segue acompanhando o caso e ressalta que o fechamento das fronteiras, por parte do Brasil, é uma medida de reciprocidade, diante da decisão dos países vizinhos. Ou seja, caso haja interesse de abertura de pontos específicos, como no caso da ponte, o tema deverá ser discutido entre os dois países.

Durante a pandemia, apenas caminhões que fazem o transporte de cargas podem cruzar a fronteira entre o Brasil e o Paraguai, pela Ponte Internacional da Amizade.

Plano de reabertura total

Conforme o governo Paraguaio, durante a reunião desta terça-feira, foi apresentado um plano para a abertura total da ponte, de forma experimental, durante três semanas.

A proposta será apresentada ao governo brasileiro e, caso seja aceita, poderá entrar em vigor a partir da próxima semana.

O plano prevê uma reabertura total, com liberação para o trânsito de turistas e atividades comerciais. A proposta apresenta ainda uma área controlada para a entrada e saída de pessoas dos municípios de Cidade do Leste, Presidente Franco e Minga Guazú.

Caso o plano entre em vigor, o horário previsto para o acesso ao Paraguai será das 5h às 14h, com saída até às 18h, conforme o diretor de migração, Angeles Arriola.

Segundo o Ministério de Saúde do Paraguai, a reabertura será possível apenas se a população cumprir as medidas sanitárias.

O ministério destaca ainda que o plano poderá ocorrer porque Alto Paraná apresenta uma diminuição na curva de contágio do novo coronavírus, como ocorre em Foz do Iguaçu.

| Fotos: CDEHOT/Imagem cedida |
PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Arena Society
Contrate Sonoriza Som
Point Drink's, o Point especializado em Drink's
Divulgação, Locação de Som e Luzes
Tradição e qualidade nos mínimos detalhes! Agende seu horário!