Quarta-Feira, 16 de Junho de 2021 Fale Conosco Redação: (45) 9.9934-0761
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Naomi Wolf é banida do Twitter após dizer que vacinados contaminam água

Mundo | 09/06/2021 | 03:22 |

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A americana Naomi Wolf, autora de "Vagina: Uma Biografia", foi banida do Twitter após publicar desinformação sobre vacinas e a pandemia.

Numa postagem recente na rede social, Wolf escreveu que a urina e as fezes de pessoas vacinadas deveriam ser separadas do esgoto geral "até que seu impacto em pessoas não vacinadas", via água potável, fosse definida.

A autora tem feito uma série de posicionamentos antivacina, contra o isolamento social e com desinformações.

Segundo o jornal britânico The Guardian, ela disse, no mês passado, a um comitê do Congresso americano, que os passaportes para vacinas "recriaram uma situação que é muito familiar para mim como estudante de história. Este foi o início de muitos, muitos genocídios."

Durante a crise sanitária, ela também afirmou que as vacinas são "a melhor maneira de mostrar respeito pelos profissionais de saúde se você é saudável e tem menos de 65 anos é socializar de forma sensata e se expor a uma carga viral baixa".

A escritora lançou seu primeiro livro em 1991, "O Mito da Beleza", publicado no Brasil pela Rocco, que se tornou um best-seller.

Ali, ela evidenciava como o ideal de beleza feminina pode ser um controle social tão eficaz quanto a imagem da dona de casa. Wolf, então, se tornou uma referência da terceira onda feminista.

ACOMPANHE AQUI O Compartilhe esta notícia com os seus amigos Compartilhe esta notícia com os seus amigos
| Fotos: Notícias ao Minuto |
PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Sonoriza Som Serviços de Som, Luzes e Divulgação 45 99917-7363
Grafica Marechal - Impressos, Carimbos, Banners, Adesivos
Ortobom Colchões, Rua 7 de Setembro, 865 (45) 99914-6164
Siga Conecta Oeste no Facebook
Grafica Marechal - Impressos, Carimbos, Banners, Adesivos, Placas Indicativas em Acrílico